14/06/2013

From Capuchos to Azoia crossroads



(Eng.) From Capuchos crossroads follow a sandy path towards west and up the hill. 700 meters ahead on the east side of the road, a sign on a rock of the cliff perpetuates the memory of those who died fighting the great fire of 1966. Some cedars survived the blaze destruction, but just before the Monge (Monk) top on the right side of the path, there is a magnificent forest filled with orange reflections at dusk. 
A little further down the Monge geodesic mark we find a great "tholos" dated from 2500 BC in granite blocks, consisting of a large circular chamber of 4.5 meters in diameter and 3.5 meters high and a vestibule of 6 5 meters in length that is oriented facing cape Espichel. Today, 4500 years later, there is also an Our Lady of Cape (Espichel) venerated in Sintra.
Continue along the path being followed from Capuchos until reaching the main road, and proceed to the west till Peninha. Enjoy the scenery from the top and pay a visit to the Chapel of St. Saturino.
From Peninha continue along the paved road, now descending, and turn left at Erviedeira path, that narrows even more. Following the route indicated on the map soon we reach the crossroads to Azoia and Cabo da Roca.




(Port.) A partir do cruzamento dos Capuchos siga por um caminho na direcção poente. Uns 700 metros adiante, do lado nascente do caminho, uma placa do lado do rochedo perpetua a memória dos que morreram a combater o grande incêndio de 1966. Alguns parcos cedros resistiram aí a esse vendaval de destruição, mas, poucos antes do Monge, do lado direito do caminho, existe uma magnífica mata que ao entardecer se enche de reflexos alaranjados. 
Um pouco mais abaixo do sinal geodésico do Monge existe um grande "tholos" datado de 2500 a.C., em blocos de granito, constituído por uma grande câmara circular de 4,5 metros de diâmetro e 3,5 metros de altura e um vestíbulo de 6,5 metros de comprimento que está orientado para o cabo Espichel. Hoje, 4500 anos depois também a N. Srª do Cabo (Espichel) é venerada em Sintra.
Continue pelo caminho que vinha seguindo desde os Capuchos até chegar à estrada, e siga depois para poente até à Peninha. Goze o panorama, tire uma fotografias à Capela de S. Saturino.
Continue pela estrada asfaltada, agora a descer, e vire à esquerda pelo Caminho da Erviedeira; o caminho vai estreitando e transforma se em vereda, mas a vegetação é aqui bravia e digna de nela nos embrenharmos. Seguindo o trajecto indicado no mapa irá ter ao cruzamento para o Cabo da Roca.





Sem comentários:

Enviar um comentário